O que conversar com as pessoas no táxi?

O dia a dia do trabalho de um taxista exige flexibilidade para conversar com as pessoas.

É preciso saber escutar e respeitar as opiniões dos passageiros, já que o diálogo entre os motoristas e os clientes costuma ser muito frequente durante a corrida.

Em alguns casos, uma simples conversa despretensiosa acaba tomando rumos desagradáveis para ambas as partes, fomentando discussões e, em casos mais extremos, até agressões.

Diante da relevância desse tema, desenvolvemos esse texto para responder à seguinte pergunta: o que conversar com pessoas no táxi?

O que NÃO conversar com as pessoas no táxi?

Antes de explicar o que conversar, vamos explicar o que deve ser evitado.

É preciso saber que a conversa não é obrigatória. Você, como taxista, não deve forçar um diálogo, se o passageiro indicar que deseja silêncio.

Muitos motoristas sentem necessidade de conversar e, em alguns casos, desabafar. Talvez eles não saibam, mas correm sérios riscos de se tornarem inconvenientes e podem aborrecer o cliente.

É possível, contudo, estabelecer o diálogo, desde que esse seja iniciado pelo passageiro. Nessa situação, é preciso evitar emitir opiniões polêmicas e fugir de discussões, mantendo o foco no respeito em diferentes pontos de vista.

Para enriquecer a sua compreensão desse ponto, lembre-se de que existe uma diferença clássica entre fatos e opiniões. Fatos são apoiados por evidências, sendo irrefutáveis, objetivos e passíveis de checagem por outra pessoa; opiniões dependem de ponto de vista, de um referencial, sendo subjetivas e podendo variar de pessoa para pessoa.

Com essas breves definições, você já deve ter notado o quanto é prudente se basear em fatos ao longo de qualquer conversa, certo? Então, vamos analisar isso melhor a seguir…

Se conversar, fuja das discussões!

Como você já percebeu, opiniões têm maior propensão a gerar discussões acaloradas e argumentações intermináveis. É justamente por isso que você deve evitá-las. Especialmente as opiniões polêmicas, como as políticas.

Entretanto, talvez você esteja se perguntando: tudo bem, e se o cliente começar a emitir as opiniões pessoais dele? O que fazer nesse caso?

Se você concorda ou não com ele, deixe que prossiga e mostre todos os seus argumentos. Ele se sentirá feliz por ter alguém que possa ouví-lo ao longo do trajeto.

Se concorda, você poderá reafirmar os pontos comuns. E caso não concorde com o passageiro, guarde as informações para posterior análise. Ou descarte-as. Não entre em imediata discussão, procurando refutar argumentos. Pergunte-se: qual é o ganho prático com argumentações dentro de uma corrida de táxi?

Discussões podem ser ricas e contribuir para o progresso da sociedade. É oportunidade para que lados conheçam o contraditório. Em termos práticos, contudo, em uma corrida de táxi, é melhor evitá-las: o risco de aborrecimento de ambos é considerável.

Os três elementos-chave que você deve respeitar em qualquer conversa

Agora que você já sabe as consequências danosas que uma discussão pode gerar, podemos aprofundar ainda mais a nossa habilidade de conversar com pessoas no táxi sem gerar maiores problemas, simplesmente analisando três elementos que se traduzem nas três perguntas abaixo:

• A conversa é útil?

Se não há o mínimo de utilidade, para que prosseguir? Se é o passageiro quem insiste em falar de algo absolutamente inútil, deixe que ele prossiga, ouvindo-o com o devido respeito e atenção.

• É verdadeira?

Para que contar mentiras? Qual é o ganho efetivo em se inventar histórias mentirosas e contá-las para os passageiros? Além de ser uma atitude nada profissional, você ainda corre o risco de perder o controle do diálogo, o que pode culminar em situações desagradáveis.

• Existe boa intenção?

A conversa promove o bem? Essa pergunta reforça a ideia de que devemos falar sobre coisas boas, que trazem positividade. Evite assuntos que têm carga negativa, como tragédias, murmúrios, lamentações e reclamações.

Passageiro feliz

Faça sempre as três perguntas acima antes de conversar com pessoas dentro de seu táxi. Trabalhe com a garantia de que situações de estresse por conta de discussões ao longo da corrida serão devidamente evitadas.

Seu cliente agradece.