Como reduzir a quantidade de corridas queimadas de sua central de táxi

Como você se sente quando solicita um serviço e o prestador lhe deixa esperando por um tempo muito maior do que suas expectativas? O que acontece quando você fica na mão? Qual o tamanho da decepção de um passageiro que solicita uma corrida em uma Central de Táxi por telefone ou aplicativo e passa por uma situação como essa?

É muito difícil prever o comportamento de um cliente que se decepciona com a marca em que confia, mas é bem provável que ele pense duas vezes antes de solicitar o serviço da próxima vez que precisar.

É razoável acreditar que ele passará a desencorajar amigos e familiares a contratar aquele serviço, simplesmente narrando sua experiência negativa a outras pessoas de seu convívio.

Quando situações como essa se repetem regularmente, haverá inevitável prejuízo à marca, até que se tornará desacreditada e abandonada pelo seu público. Isso não é diferente com uma central de táxi…

Se os passageiros não confiam, a demanda será transferida para a concorrência. Se não há corridas, não há negócio.

Diante disso, uma questão salta aos olhos: quando o passageiro solicita a corrida, mas a central de táxi verifica que todos os seus carros estão indisponíveis para atender aquela solicitação? Será que o único caminho é queimar a corrida? Vamos analisar melhor esse problema e apresentar uma solução simples e efetiva.

Central de táxi: o problema do equilíbrio entre a oferta e a demanda

No negócio de táxis, a oferta é caracterizada pela disponibilidade de taxistas, enquanto que a demanda é realizada pelo passageiro. A corrida queimada é aquela em que o passageiro solicitou pelo telefone ou pelo aplicativo, mas que foi cancelada devido à indisponibilidade de carros ou pela demora no atendimento.

Como analisamos anteriormente, possuir um elevado índice de corridas queimadas é um dos maiores pesadelos de uma central de táxi.

A solução para isso seria, em teoria, simples: se a demanda de passageiros está alta, bastaria cadastrar mais taxistas para aumentar a oferta e, consequentemente, diminuir a quantidade de corridas queimadas. No entanto, conseguir mais taxistas para o quadro de motoristas da central não é tarefa trivial. Usualmente, taxista paga para receber corridas e quer ter garantia de que receberá boas corridas. Essa aquisição não acontece da noite para o dia.

Ou seja, se houver muita demanda e poucos taxistas, haverá muitas corridas queimadas, que prejudica a credibilidade da central. Também não adianta ter muitos taxistas se a demanda não acompanha: taxista quer corrida, senão ele sai da central.

Assim, como solucionar esse problema do tênue equilíbrio entre a oferta e a demanda?

Uma técnica que resolve o problema

O problema apresentado até aqui pode ser solucionado através de uma técnica conhecida pelo nome de transbordo.

Basicamente, o transbordo ocorre quando um passageiro pede uma corrida para determinada central de táxi e essa transfere a corrida para uma central parceira, devido à indisponibilidade temporária de seus carros para atender a solicitação.

Como vimos em outro cenário, a indisponibilidade de carros poderia resultar em uma corrida queimada, no entanto, como a central principal transfere a demanda para outra parceira, ela garante que o passageiro não ficará na mão. É importante ressaltar que os parceiros têm de se comprometer com a qualidade exigida pela central principal, evitando prejuízo à marca. Isso pode ser atingido por meio de mecanismo de avaliações e punições.

O transbordo manual por meio de whatsapp, por exemplo, é complexo de implementar e controlar, mas graças à tecnologia tudo pode ser feito e monitorado de modo automático, sem grandes problemas.

O Taxi Machine, sistema de despacho de corridas de táxi com aplicativos, apresenta sistema de transbordo completo, fácil e flexível. Ele permite o compartilhamento de corridas pendentes, e também possibilita o toque da corrida nos motoristas parceiros, na ocasião de sua distribuição.

É importante ressaltar que os motoristas de sua central podem ter prioridade para atender as corridas em relação aos motoristas parceiros.

Algumas centrais transbordam na mesma cidade. Outras, no mesmo estado, e outras por todo Brasil.

Dessa maneira, você poderá reduzir a quantidade de corridas queimadas, aumentando a satisfação dos passageiros e permitindo que você foque em adquirir novos clientes. Ou seja, foco em aumentar a demanda.

Assim, reduzir a quantidade de corridas queimadas é um passo necessário em direção ao sucesso de sua central.